O que marcas podem aprender sobre monitoramento com a repercussão da campanha da Nike?

Monitoramento Redes Sociais

902 visualizações

O que marcas podem aprender sobre monitoramento com a repercussão da campanha da Nike?

A nova campanha da Nike com o jogador de futebol americano Colin Kaepernick repercutiu mundialmente nos últimos dias. O motivo? Ele ficou conhecido em 2016 por estimular protestos contra racismo antes das partidas. Durante a execução do hino nacional no pré-jogo, o jogador ficava de joelhos para protestar contra a brutalidade policial em relação aos negros. O ato estimulou outros jogadores a fazerem o mesmo, iniciando um movimento nacional de protesto.

No final da temporada, Kaepernick anunciou que estava deixando seu time, o San Francisco 49ers, da National Football League (NFL). Desde então o jogador sofreu um boicote pelos demais times e não assinou nenhum contrato.

Sua história de luta contra o racismo foi o motivo para a marca escolhê-lo para sua nova campanha. No vídeo ele representa os atletas negros, mas a campanha também destaca os refugiados, muçulmanos, as pessoas com deficiência e todos aqueles que de alguma forma foram deixados de lado.

Assista:

 

O vídeo publicado no canal oficial da Nike no dia 5 de setembro tem mais de 26 milhões de visualizações, 122 mil “Gostei” e 18 mil “Não gostei”.

 

A campanha, que tem como slogan “Acredite em algo. Mesmo que isso signifique sacrificar tudo. Apenas faça isso”, fez as vendas da marca aumentarem 31% na primeira semana de setembro, em comparação com o mesmo período no ano passado.

Já as menções nas redes sociais aumentaram em 1.400% após o lançamento da campanha, enquanto as menções à marca cresceram 135% em comparação à semana anterior.

 

O tweet de Kaepernick publicado no dia 3 de setembro já tem mais de 920 mil curtidas.  

Clique na imagem para ver o tweet original

 

A jogadora Serena Williams, que aparece no vídeo, também tweetou sobre o assunto no dia 3 de setembro e alcançou 303 mil curtidas.

Clique na imagem para ver o tweet original

 

Porém, nem toda a repercussão foi positiva. Muitos internautas incentivaram boicote à Nike e até mesmo fizeram publicações destruindo produtos da marca. O tweet abaixo, publicado no dia 3 de setembro, tem 66 mil curtidas e o vídeo alcançou mais de 11 milhões de visualizações.

Clique na imagem para ver o tweet original

 

Como o Buzzmonitor pode ser útil neste caso?

Se a marca estivesse monitorando a repercussão da campanha, ela poderia:

 

1. Usar o módulo Busca Histórica

E acompanhar o buzz gerado pela campanha em todo o banco de dados do Buzzmonitor. Esse recurso é útil para o planejamento estratégico da sua marca. Você pode pesquisar qualquer tema, mesmo que não contido no seu monitoramento, ou ainda sua própria marca.

Leia mais sobre a Busca Histórica aqui.

O gráfico abaixo mostra que houve um pico de menções ao termo “Nike” na rede no dia 4 de setembro.

 

E a representatividade na internet foi mais expressiva no Twitter.

 

2. Criar Triggers para termos sensíveis

E receber em primeira mão todas as publicações de internautas que estão incentivando o boicote à marca, por exemplo. É possível criar regras para os triggers e assim configurar termos sensíveis a marca para que os analistas saibam em primeira mão quais publicações estão repercutindo negativamente.

Veja aqui como criar um trigger.

 

3. Responder os comentários de diversas redes sociais em um só lugar

É possível deixar respostas salvas prontas para otimizar o atendimento, personalizá-las para cada usuário, economizar tempo para a empresa e também aceleram o atendimento para o consumidor.

O recurso é importante especialmente em situações de crise, em que é preciso responder as interações dos internautas com mais agilidade. Descubra como otimizar seu atendimento com as respostas salvas aqui.

Depois, é possível também criar relatórios sobre os atendimentos realizados e ter um panorama mais claro sobre o que estão falando sobre a campanha. Veja aqui 15 Relatórios para otimizar seu SAC 2.0.

 

 

4. Criar relatórios personalizados sobre a repercussão da campanha

O primeiro passo é isolar a publicação para monitorar apenas o buzz em relação a ela. Veja aqui como fazer isso.

Depois, basta criar os relatórios, como: qual o volume de buzz por dia? Quais os principais termos relacionados à campanha? Em qual horário são feitas mais publicações? Qual o aumento de menções à marca em relação ao mês passado, por exemplo? Estas são apenas algumas opções de relatórios para monitorar a campanha.

Além dos relatórios personalizados que você pode criar, há também os 14 relatórios pré-configurados que são criados automaticamente ao cadastrar a marca no Buzzmonitor.

 

5. Criar um Dashboard Real Time personalizado com os resultados do monitoramento

Quando uma marca lança uma campanha é vital monitorar os milhares de comentários ou reactions para saber os rumos que ela tomou. E os dashboards personalizados real time otimizam a rotina dos profissionais de Social Media pela praticidade que oferecem.

Veja aqui como criar um Dashboard personalizado do seu Dark Post ou Campanha em 2 minutos.

 

 

Comece a usar o Buzzmonitor hoje mesmo para monitorar a repercussão das campanhas de sua marca



Última atualização: 18/09/2018

Fonte imagem de capa: B9

USE GRÁTIS O BUZZMONITOR

Comentários

Deixe um comentário