Veja o que os religiosos estão falando no Twitter sobre a Covid-19.

Notícias

477 visualizações

Veja o que os religiosos estão falando no Twitter sobre a Covid-19.

O Covid-19 tomou conta de todos os canais de notícias e também da maioria das redes sociais. Mas o buzz sobre a pandemia não é o mesmo para todo mundo. Com a ajuda do Buzzmonitor analisamos o que foi falado pelas pessoas que tem em sua bio do Twitter termos como Deus, Jesus, Igreja ou Bíblia, ou seja, religiosos.

Analisamos 77.560 posts de 17.730 usuários únicos no Twitter para identificar quais palavras os religiosos mais associaram ao novo Coronavírus.

As hashtags mais usadas entre os religiosos mostram as várias opiniões sobre a pandemia e uma inclinação favorável ao governo Bolsonaro. Entre as hashtags mais populares, #bolsonarotemrazao (6% das menções) e #bolsonaro2022 (4% das menções) estão entre os mais populares entre quem está falando sobre o coronavírus. A #obrasilnaopodeparar aparece em 337 posts (2% das menções)  com uma diferença de apenas 1% em relação a #ficaemcasa que aparece em 248 posts (1% das menções) . 

Ainda entre os religiosos, as discussões também ressaltaram a comoção com a confirmação do teste positivo de Yaakov Litzman, ministro da saúde de Israel, aos 71 anos. A rapidez que o vírus se alastrou pelos EUA também comoveu essas pessoas, assim como o registro italiano de menor número de mortes nos últimos seis dias.

 

O medicamento utilizado em testes na França, hidroxicloroquina, aparece em 4% dos posts. O remédio foi indicado com baixa eficácia pelos hospitais franceses, após terem sido confirmadas mortes por possíveis efeitos colaterais do medicamento. 

Palavras como “Brasil” (aparece em 11%) e “combate” (aparece em 9%) no topo do gráfico de Top Termos indicam a mobilização da população para combater o espalhamento do vírus pelo país. 

 

Solicite um consultor

Comentários

Deixe um comentário