O que esperar do Facebook nos próximos 13 anos?

Monitoring

956 visualizações

O que esperar do Facebook nos próximos 13 anos?

Mark Zuckerberg anunciou que o Facebook agora tem 2 bilhões de usuários, passando à frente do YouTube, com 1,5 bilhões. O crescimento da rede social se deve às suas constantes atualizações para acompanhar o mundo em desenvolvimento, com crescimento expressivo na Ásia, um mercado que agregou 746 milhões de pessoas à rede social nos últimos anos.

Hoje o Facebook aposta em sua missão de “dar às pessoas o poder de construir a comunidade e aproximar o mundo”. E isso tem uma grande carga de responsabilidade para a empresa. Há um crescente interesse de Mark Zuckerberg de sair do Vale do Silício para entender como o Facebook afeta a vida das pessoas ao redor do mundo.

 

Fonte: TechCrunch

 

Com uma rede social praticamente onipresente, a responsabilidade sobre como a vida dos usuários é afetada gera grande interesse. Suicídios transmitidos ao vivo, notícias falsas, o vício na internet, “bolhas de filtro que polarizam a sociedade” e cyberbullying são apenas alguns dos temas complexos aos quais o Facebook têm dado atenção, trabalhando com especialistas e entendendo como impacta o cotidiano dos internautas.

Por conta disso, o Facebook agora publica relatórios de transparência e explicações sobre suas políticas e procedimentos. Segundo matéria do TechCrunch, chegar a 1 bilhão de usuários foi sobre a construção da imagem do produto; chegar a 2 bilhões foi sobre o estabelecimento de uma base fiel de usuários. E agora a responsabilidade do Facebook é estabelecer empatia entre seus usuários para chegar aos 3 bilhões. Para alcançar o novo marco, o Facebook precisará investir em incluir mais usuários (criando versões mais simples de seu aplicativo), mas também não espantar os internautas que atualmente usam a rede social.

 

Que tipo de dados o Facebook pode fornecer?

O Facebook fornece dados orgânicos e patrocinados sobre consumidores e marcas. Sobre marcas, os dados analíticos de performance e engajamento são os mais importantes para compreender como uma marca e seus concorrentes se comportam nesta rede.

Através de softwares como o Buzzmonitor é possível fazer uma análise comparativa entre marcas a partir de 12 métricas de analytics diferentes. Estas métricas permitem entender como uma marca se comporta sempre comparando-a com seu benchmarking no mercado. Buzzmonitor oferece um eBook gratuito com 12 métricas fundamentais para que você possa gerenciar sua marca na rede social.

 

 

Com estas métricas é possível medir a performance da página e também compará-la com concorrentes. Baixe agora mesmo o eBook gratuitamente para entender quais são essas métricas e como elas podem otimizar seu desempenho nesta rede social que atingiu a marca de 2 bilhões de usuários ativos. Para baixá-lo clique aqui.

Para entender a jornada do consumidor os dados de monitoramento se tornam essenciais. Eles são orgânicos e parte do que chamamos de earned media (ou mídia ganha pela marca). Consumidores costumam compartilhar seus hábitos em murais públicos (que não são monitoráveis desde 2015), páginas e grupos. As páginas e grupos podem gerar insights interessantes sobre o consumidor, como pode ser visto no estudo sobre Mães Millennials realizado pela E.life.

Para começar o monitoramento orgânico no Facebook, eleja suas páginas ou grupos ou monitore um conjunto de páginas pré-cadastrado no Buzzmonitor, como as páginas de Notícias (são mais de 500 páginas). O Buzzmonitor oferece 13 relatórios prontos com dados de earned, como: assuntos mais citados, consumidores mais engajados e posts mais engajados.

 

 

Além dos relatórios já prontos, também é possível criar um relatório 100% customizável com as métricas e informações mais adequadas para sua marca. Você também consegue ver todos os relatórios como Dashboard Real Time e gerar um arquivo em PDF em poucos minutos com todos os relatórios feitos no Buzzmonitor dentro da sua marca, sem a necessidade de planilhas ou fórmulas de Excel.

 

Comece agora mesmo a monitorar sua página do Facebook com o Buzzmonitor

USE GRÁTIS O BUZZMONITOR

Comentários

Deixe um comentário