Monitoramos o termo “liberem” para descobrir o que os brasileiros querem durante a quarentena

Notícias

359 visualizações

Monitoramos o termo “liberem” para descobrir o que os brasileiros querem durante a quarentena

Em meio ao período de isolamento social, o Twitter foi tomado por pessoas pedindo por liberações. Da liberação de colaboradores de empresas, fundos governamentais, passando por transportes e Globoplay para assistir ao BBB, houve de tudo.  Analisamos 2.444 publicações de 2.219 usuários únicos com o termo “liberem”, publicados no período de 19/03 até 02/04.

Durante esta análise separamos as publicações por assunto usando tags.(Veja aqui como funcionam as tags)

 

Os pedidos de liberação na quarentena foram os mais diversos. A maior parte, 43,3% das publicações, pediram a liberação de colaboradores de empresas e trabalhadores domésticos, além de profissionais de call centers. O segundo pedido com maior volume (35,7%) pedia a liberação de fundos governamentais para ajudar a população, o que de fato aconteceu esta semana. 

Com 13,2% das menções, vimos pedidos de liberação para a população que não está dentro do grupo de risco volte a trabalhar. A ação tomou proporção principalmente com a #bolsonarotemrazao e o crescimento dos pedidos de isolamento vertical.

4,6% dos tweets pediram a liberação do serviço de assinatura Globoplay, da Rede Globo, para acompanhar na íntegra o BBB 20. O sucesso do Reality Show aumentou durante o período de quarentena a ponto de aparecer em quantidade significativa no nosso monitoramento. 

As questões financeiras ligadas ao isolamento motivaram também os pedidos de liberação dos pedágios (1,2%) e os serviços de apoio aos caminhoneiros (1,4%).A pandemia do COVID-19 gerou dificuldades para os caminhoneiros, que no dia 1º de abril receberam auxílio através de novas funções do aplicativo InfraBR para ajudar nas viagens durante esse período.

A liberação dos pedágios foi pedida para que os veículos que precisam estar na rua transitem com menos custos. O pedido de auxílio para caminhoneiros que precisam trabalhar foi um dos assuntos comentados pelo grupo.

A relação entre funcionários e hospitais mostrou não apenas publicações que ressaltam a necessidade do serviço médico, mas também a liberação de fundos eleitorais para investimentos na saúde.

 

Solicite um consultor

Comentários

Deixe um comentário