Modelo de Maturidade Digital: qual a visão das empresas?

Monitoramento Redes Sociais

1956 visualizações

Modelo de Maturidade Digital: qual a visão das empresas?

No dia 24 de março o Buzzmonitor promoveu em São Paulo um debate com o tema “Maturidade das Empresas em Social Media”. O evento contou com a presença de especialistas de diferentes mercados: Bia Granja da youPIX, Mário La Torre da Talent Marcel, Ivone Araujo do Grupo Pão de Açúcar, Rafael Corassa da UFC e Aline Araújo da E.life.

A proposta do painel era promover um debate associando cada nível do “Modelo de Maturidade Digital E.life” a uma experiência apontada pelos convidados em seus respectivos mercados e as percepções sobre o momento digital que estão vivendo em suas empresas.

Como o evento foi realizado em São Paulo nem todos os interessados puderam participar. Por isso todo o debate foi gravado em formato de áudio e você pode conferir todas as dicas que foram passadas pelos especialistas.

Ouça o áudio do evento aqui.

 

O que é o “Modelo de Maturidade Digital E.life”

Os 13 anos de experiência da E.life com clientes mostraram que algumas dúvidas são recorrentes a vários deles, todas relacionadas à mesma questão: como atuar efetivamente nas redes sociais de forma que minha marca tenha um retorno digital positivo?

Com isso foi criado o “Modelo de Maturidade Digital E.life”, um guia feito para as empresas compreenderem em que momento elas estão dentro do processo evolutivo de imersão digital e o que precisam fazer para passar para as próximas etapas.

 

Review do evento

O encontro entre os profissionais de Social Media foi feito em formato de painel onde eles puderam expor suas experiências. Durante o debate, os convidados apontaram em que momento suas empresas estão no processo de gestão de marcas nas redes sociais e também indicaram seus diferentes níveis estratégicos.

Esse debate dá espaço para que as empresas possam ter insights sobre quais posicionamentos são necessários adotar para que seja possível avançar de um estágio para o outro, garantindo a evolução da marca dentro do ambiente digital.

O painel abordou os dois primeiros níveis do Modelo de Maturidade Digital, onde é preciso estudar o ambiente da marca e escolher os canais para os quais sua empresa irá se direcionar. Mário La Torre fez uma observação importante nesse ponto: diversos marcas pulam essas etapas. Porém, para que ocorra uma imersão no cenário digital de forma efetiva todas as etapas precisam ser completadas. E Buzzmonitor é capaz de fornecer uma análise inicial do ambiente da marca para auxiliar nessa imersão.

Bia Granja focou na importância dos influenciadores hoje para impulsionar a comunicação que acontece na quarta etapa, mencionando que as empresas iniciam seu processo de imersão já nessa etapa, sem antes ter estudado o cenário de impulsionamento. Apontou também como os influenciadores podem trazer insights para as marcas sobre quais são os posicionamentos que se deseja defender em uma campanha.

Aline Araújo, da E.life, por outro lado, mostrou como os micro influenciadores, pessoas que são influentes em um núcleo pequeno e direcionado, são trabalhados pela E.life para alavancar marcas. Veja como isso pode ser feito. Rafael Corassa, da UFC, complementou mostrando como o reconhecimento das redes é importante para mostrar a paixão que há entre os usuários e a marca e como isso pode ser usado como ferramenta para aumentar o engajamento de campanhas de forma orgânica.

Ivone Araújo, do Grupo Pão de Açúcar, aproveitou o gancho do estudo de ambiente para falar a respeito do SAC 2.0 e comentou que a paixão do consumidor move as marcas. Também explicou que não há a possibilidade de se impulsionar publicações sem ter uma equipe preparada para fazer o SAC 2.0., seja para acompanhar o cliente ou para uma gestão de crise. Como as marcas estão preparadas para receber todo o buzz gerado pelos posts impulsionados? Veja algumas dicas para tornar seu atendimento mais efetivo.

Já encerrando o evento, todos apontaram um aspecto que as empresas precisam trabalhar hoje: quebrar os muros internos para conseguir unificar e interpretar dados de diferentes áreas, trabalhando de forma integrada. Um mundo considerado ideal é aquele em que a marca consiga integrar visões através da dados de diversas áreas que possam ser cruzados e gerar insights para a empresa.  

 

Conheça o Modelo de Maturidade Digital E.life aqui.

USE GRÁTIS O BUZZMONITOR

Comentários

Deixe um comentário