Estudo: Como é o consumo de músicas em plataformas de streaming?

Social Analytics

576 visualizações

Estudo: Como é o consumo de músicas em plataformas de streaming?

O consumo de música se transformou radicalmente ao longo dos anos. Das rádios e CDS’s, os conteúdos de áudio se transportaram para dentro dos celulares e computadores por meio das plataformas de streaming. Essas ferramentas possibilitam um consumo de músicas e podcasts de uma maneira muito mais prática e personalizada. Com elas, surgiram várias possibilidades: usuário pode escolher exatamente aquilo que quer ouvir, na ordem que quiser, colocar no repeat ou no modo aleatório. Muitos desses streamings foram criados desde então, mas, para este estudo, analisamos o consumo dos mais populares atualmente: o Spotify, Apple Music e o Deezer.

Dados referentes ao período dos dias 15/08/2019 e 25/08/2019

Para conseguir analisar o perfil e os gostos dos consumidores, primeiro é preciso entender o cenário dos players no Brasil:

 

SPOTIFY É LÍDER DAS BUSCAS NO GOOGLE

Nas pesquisas do Google, o termo ‘Spotify’ se destacou bruscamente (86%) e obteve uma média de pesquisas muito acima dos seus concorrentes. Mesmo com o pico de pesquisas pelo termo ‘Deezer’ no dia 31/07 ocasionado pela parceria com o Tim Music, o Deezer (2° termo mais buscado) não alcançou a média de interesse das pesquisas pelo Spotify: 

(Fonte: Google Trends)

 

SPOTIFY É A FERRAMENTA COM FÃS MAIS ATIVOS NO FACEBOOK

Nas páginas oficiais do Facebook, o Spotify fez apenas 1 post no período, que recebeu 108 comentários. O Apple Music foi mais presente e fez 20 publicações que geraram 3.304 comentários, uma média de 84 comentários por post. Já o Deezer teve uma frequência de posts muito maior que de seus concorrentes, no período, foram 101 postagens na página que renderam 1.774 comentários, média de 33 comentários por publicação.

Mesmo tendo a menor frequência de posts, o Spotify possui 21.956.214 fãs (curtidas) em sua página oficial, 391% a mais do que o Deezer (4.473.006 fãs) e 480% a mais que o Apple Music (3.789.070 fãs). O Spotify também ganha em aumento do número de fãs por dia (+1.140/dia), contra +607/dia fãs por dia do Deezer e +360/dia fãs do Apple Music. Ou seja, mesmo sendo o menos ativo no Facebook, ainda é o que recebe maior média de comentários por post e o que obtém mais curtidas na página.

 

HITS DE FUNK E SERTANEJO SÃO TOPO DA LISTA DE MÚSICAS MAIS OUVIDAS NO BRASIL

Para avaliar mais profundamente o consumo de música nas ferramentas de streaming, é necessário entender quais os estilos mais procurados e ouvidos. No Google Trends, o Spotify é o nome vinculado ao maior tipo de gêneros musicais, mostrando que entusiastas de vários ritmos enxergam o player como primeira opção na hora de pesquisar por seus sons favoritos:

(Fonte: Google Trends)

 

Nota-se a predominância do funk como ritmo de maior sucesso de busca no Spotify e no Deezer, o sertanejo vem logo em seguida. Esses dados mostram a preferência dos brasileiros por músicas desses estilos, fato que é comprovado ao analisar as playlists ‘Top Brasil’ do Spotify e do Deezer. O objetivo dessas playlists é reunir os sons com maior número de plays e downloads no Brasil e, em ambas, as 5 primeiras posições são ocupadas por hits de funk e de sertanejo.

O Apple Music, por sua vez, segue um caminho diferente. Os usuários que optam pelo player se interessam por músicas do Pop, principalmente internacional. A playlist ‘Top Brasil’ evidencia isso, já que, no período, as 4 primeiras posições foram ocupadas por músicas de cantoras deste gênero (Taylor Swift e Camila Cabello).



LANÇAMENTOS MUSICAIS ENGAJAM OS USUÁRIOS NAS REDES

*Dados Facebook, Twitter e Instagram | Fontes: Buzzmonitor, Spotify (Playlist Novidades da Semana), Deezer (Lista Artistas mais ouvidos) e Apple Music (Playlist Faixas em Destaque)

Analisando as menções das redes sociais das 3 plataformas de streaming também foi possível notar um ponto de interesse entre os consumidores:

No Spotify, a cantora Lana Del Rey foi foco de 4% do buzz total. O destaque se deu pelo lançamento de uma música da artista. Além disso, o hit entrou na playlist ‘Novidades da Semana’ e ficou entre as mais ouvidas. 

Nas redes do Deezer, Luan Santana foi o cantor mais citado em razão do lançamento do seu álbum ‘Viva’, estando em 3% das menções do buzz total. Também ganhou a segunda posição na lista “Artistas mais ouvidos” disponibilizada pela plataforma.

Já no Apple Music, Taylor Swift foi o assunto do momento. O lançamento do seu EP ‘Lover’ motivou a evidência da cantora, que apareceu em 4% das menções totais. O álbum também ficou em primeiro lugar na playlist ‘Faixas em Destaque’ do player.

Além disso, os posts com maior engajamento no período foram relacionados a lançamentos musicais:

 

A partir desses dados, é possível concluir que o ponto em comum entre os consumidores das 3 plataformas é o interesse pela novidade. Portanto, seja qual for o conteúdo (músicas, álbuns ou playlists), o que é novo gera engajamento.

 

PERFIL DOS CONSUMIDORES É SEMELHANTE NAS 3 FERRAMENTAS

*Dados do Twitter | Fonte: Buzzmonitor

Para entender os principais interesses dos usuários que interagem com os perfis de música nas redes sociais, avaliamos suas Bios do Twitter e identificamos termos em comum entre todas, como: “fan account”, “música”, “Instagram”, “Twitter”, entre outros, mostrando que fã clubes e/ou usuários ativos de redes sociais entusiasmam-se pelas plataformas.

Porém, no Spotify, os termos relacionados à música são mais variados do que no perfil do público das outras ferramentas. Eles variam de “Pop” e “Luan Santana” a “BTS”. Isso prova que o público do Spotify é o mais eclético em relação a estilos musicais. Já no Deezer, o termo que mais chamou atenção foi “podcast”, pois isso demonstra que, além de música, os usuários do Deezer também são amantes de podcasts. No Apple Music, o termo “Taylor Swift” se destacou nas Bios dos usuários, representando mais uma vez a nítida preferência dos consumidores dessa plataforma por músicas/cantores(as) do Pop Internacional. 

Através da localização do Twitter, também foi possível notar que São Paulo e Rio de Janeiro foram as principais localidades onde residem os consumidores de ambas as ferramentas.

 

QUAIS OS PRINCIPAIS APRENDIZADOS?

  • A procura pelo Spotify tem crescido nos últimos 12 meses no Google e se mostrado tendência. 
  • Mesmo o Spotify sendo a plataforma que menos investe em posts e a menos ativa nas redes sociais, no Facebook é a que mais tem fãs e que tem a maior média de usuários ativos nos comentários dos posts.
  • No Brasil, o funk e o sertanejo são os gêneros musicais de mais sucesso nas playlists.
  • Lançamentos são os conteúdos que mais geram buzz e mais atraem os usuários.
  • Fã-clubes de artistas musicais e entusiastas de música e de podcasts são o principal tipo de público atraído pelas ferramentas de streaming.

 

Amanda Leardine

Account Manager Elife

 

Thaís de Freitas

Account Manager Elife

USE GRÁTIS O BUZZMONITOR

Comentários

Deixe um comentário